segunda-feira, 14 de outubro de 2013

A Divina Volição para o mal - João Calvino

Aquele que é supremamente bom usa sabiamente o mal para a condenação daqueles que predestinou justamente para a condenação, e para a salvação daqueles que predestinou para a graça. No que diz respeito aos homens, fizeram o que era contrário à vontade de Deus; porém no que diz respeito à onipotência de Deus, seria impossível que o tivessem realizado sem ela. Sendo assim, até mesmo quando agiam contrários à vontade de Deus estavam, de fato, cumprindo a vontade dele.
(CALVINO, João. A Providência Secreta de Deus, p.63)