domingo, 26 de maio de 2013

Desperta pelo Brasil - pr. Fernando Brandão

"evangelho não precisa de sábios, o evangelho não precisa de estrategistas, o evangelho não precisa de comunicadores, o evangelho não precisa dos shows humanos, o evangelho precisa de homens e mulheres cheios do Espírito Santo."  
Pr. Fernando Brandão

terça-feira, 21 de maio de 2013

Como assim, “não toqueis no ungido do Senhor…”?! (Voltemos ao evangelho)



Vivemos em um tempo em que apologética tornou-se sinônimo de tradicionalismo antiespiritual, resistência à mudança e até anticarismatismo. Uma das frases mais usadas para combater a apologética bíblica por quem não tem argumentação teológica convincente é: "não toqueis no ungido do Senhor!". Lembro-me de Calvino quando, em suas Institutas, refere-se ao torpe juízo dos papistas romanos para com os reformadores, dizendo:

"Permitem, com pronta facilidade, tanto a si mesmos como aos outros, ignorar, negligenciar, desprezar a verdadeira religião, que foi transmitida pelas Escrituras e que deveria ser mantida constante entre todos. E pensam pouco importar que alguém creia ou deixe de crer acerca de Deus e de Cristo, desde que, pelo que chamam fé implícita, submeta o entendimento ao arbítrio da Igreja. Nem se preocupam muito se ocorre que se conspurque a glória de Deus com vociferantes blasfêmias, contanto que ninguém levante um dedo contra o primado da sé apostólica e a autoridade da Santa Madre Igreja." (João Calvino, Institutas, Livro I, Carta ao Rei, 4. Escritura e Tradição)

Admira-me que, em quase 500 anos, tais palavras continuem precisamente atuais.

Compartilho abaixo o texto do Rev. Augustus Nicodemus sobre o assunto:


sábado, 18 de maio de 2013

Adoração Bíblica - João 4:19-26

Ao tratarmos o assunto “Adoração Bíblica”, de início nos faz necessário desbaratar um comum engano que nos leva a confundir os termos adoração e louvor. Podemos obter esclarecimento quanto aos termos primeiramente aferindo seus significados:

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Carta à Bispa Evônia - Rev. Augustus Nicodemus Lopes (sobre a ordenação de mulheres)



[Nota – é mais uma carta ficticia, gênero que uso como maneira de tornar as minhas idéias mais interessantes para o leitor. Minha esposa não tem (ainda) nenhuma amiga que virou bispa.]

Minha cara Evônia,

Minha esposa me falou do encontro casual que vocês duas tiveram no shopping semana passada. Ela estava muito feliz em rever você e relembrar os tempos do ginásio e da igreja que vocês frequentavam. Aí ela me contou que você foi consagrada pastora e depois bispa desta outra denominação que você tinha começado a frequentar.

sábado, 4 de maio de 2013

A QUEM JESUS PAGOU NOSSO PREÇO? - Pr. Antônio Affonso

Compartilho este excelente texto do Pr. Antônio Affonso.

Link para o original: Aqui

A QUEM JESUS PAGOU NOSSO PREÇO?
Pr. Antônio Affonso