quarta-feira, 10 de abril de 2013

O que é uma pregação expositiva e por que um pastor deve pregar desta forma?


Já há algum tempo me pergunto quem concedeu aos pregadores uma espécie de Infalibilidade ex cathedra. Parece-me que muitos que se ocupam do ofício de pregar acreditam que as Sagradas Escrituras são como um saco de retalhos, cuja beleza da Coxa por eles feita, está nas mãos do costureiro. Comportam-se como se a eficácia de um sermão estivesse na retórica do pregador e de que sua infalibilidade estivesse associada ao grau de intelecto do discursista, ou pior, ao seu cargo eclesiástico ou à sua fama junto à comunidade evangélica.

A respeito deste assunto, compartilho o texto abaixo do ministério 9Marks, veiculado pelo site Voltemos Ao Evangelho: "O que é um sermão 'expositivo'?"

O que é um sermão “expositivo”?

Um sermão expositivo é aquele que toma o ponto principal de uma passagem da Escritura, faz dele o ponto principal do sermão e o aplica à vida de hoje.
Em outras palavras, um sermão expositivo expõe o significado de uma passagem da Escritura e mostra a sua relevância para a vida dos ouvintes. É isso.
Isso significa que um sermão expositivo
  1. NÃO precisa focar apenas em um ou dois versículos.
  2. NÃO precisa apresentar argumentos exegéticos complexos ou uma interminável contextualização histórica.
  3. NÃO precisa ser seco, sem vida, ou distante da vida das pessoas.
  4. NÃO confunde o ponto principal da passagem com qualquer aplicação legítima daquela passagem (isto é, não usa um versículo para dizer o que você quiser dizer).
Ao invés disso, ele toma uma passagem da Escritura – curta, média ou longa – e mostra quão dramaticamente importante é o significado primário daquela passagem para o mundo de hoje.

Por que um pastor deveria pregar expositivamente?

Um pastor deveria pregar expositivamente porque Deus opera por meio da sua palavra. O falar de Deus corresponde ao agir de Deus.*
  • Deus criou por sua Palavra (Gn 1.3; Sl 33.6) e ele nos recria por meio da sua Palavra (2Co 4.5-6).
  • Deus chamou Abraão para si por meio da sua Palavra, e ele chama os crentes para si por meio da sua Palavra (Gn 12.3; Rm 8.30).
  • A Palavra de Deus nos faz nascer de novo (1Pe 1.23).
  • A Palavra de Deus nos santifica (Jo 17.17).
  • A Palavra de Deus está em constante operação nos crentes para nos fazer glorificar a Deus em nossas vidas mais e mais (1Ts 2.13).
A Palavra de Deus não é apenas descritiva, ela é efetiva. A Palavra de Deus não apenas anuncia, ela cria. Se a vida e a morte estão no poder até mesmo da nossa fala (Pv 18.21), a vida eterna depende inteiramente da fala de Deus.
Então o que isso significa para o pregador? Significa que o único poder que o seu ministério jamais terá vem do Espírito de Deus operando através da Palavra de Deus. A Palavra e o Espírito de Deus convertem pecadores. A Palavra e o Espírito de Deus edificam os santos. A Palavra e o Espírito de Deus realizam os propósitos de Deus no mundo (Is 55.10-11).
É por isso que todo pastor deveria pregar “expositivamente” – isto é, pregar sermões que tomam o ponto principal de uma passagem da Escritura, fazem dele o ponto principal do sermão e o aplicam à vida de hoje. Semana após semana, o pastor deveria começar não com o que ele acha que a congregação precisa ouvir, mas com o que Deus disse ao seu povo na sua Palavra.
(*Parte deste material foi retirado de Michael Horton, People and Place [Louisville: Westminster John Knox, 2008], 39-42)

Extraído do site www.9marks.org. Copyright © 2007 9Marks. Usado com Permissão. Original: What is an “expositional” sermon? e Why should a pastor preach expositionally?
Tradução: Vinícius Silva Pimentel – Editora Fiel © Todos os direitos reservados. Original: O que é uma pregação expositiva e por que um pastor deve pregar desta forma?
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário